Como o Leite Materno é Produzido?

Se você descobriu recentemente que esta gravida, você provavelmente notou uma mudança inicial nos seus seios. As mudanças físicas (seios inchados e mais sensíveis) podem ser uma das primeiras pistas. Muitos especialistas acreditam que a mudança na cor da aréola também seria um sintoma da gravidez, além das mudanças no corpo feminino.

 

O que está acontecendo?

 

O mais notável durante esse processo, são as mudanças extensas que estão acontecendo dentro dos seus seios. O desenvolvimento da placenta estimula a liberação de estrogênio e progesterona, que por sua vez estimulará um sistema biológico complexo que possibilitará a lactação.

Antes de engravidar, uma combinação de tecidos, glândulas de leite e gordura formam respiratórias mamas. O fato é que todo o seu peitoral inchado, está se preparando não só para a gravidez, mas para futuramente amamentar. Essas mudanças acontecem desde que você estava no ventre da sua mãe!

Quando você nasceu, seus principais dutos de leite já haviam sido formados. Suas glândulas mamárias permaneceram quietas até você atingir a puberdade, quando uma inundação de hormônio, estrogênio, levou-os a crescer e também a inchar. Durante a gravidez, essas glândulas irão se transformar em alta velocidade.

Antes de seu bebê chegar, o tecido glandular vai substituir a maioria das células e cotas de gordura do seus seios. Cada peito pode aumentar  mais de 1kg!

Posicionado entre as células gordurosas e o tecido glandular está uma complexa intrincada rede de canais conhecidos como os dutos de leite. Os hormônios fazem esses dutos aumentarem de tamanho, com os dutos se ramificando para canais menores próximos da parede torácica.

No final de cada duto há um conjunto de menores sacos conhecidos como alvéolos. O conjunto de alvéolos é chamado  de lóbulo, enquanto um conjunto de lóbulos é chamado de lobo. Cada peito irá conter em torno de 15 a 20 lóbulos, com um duto de leite para cada lobo.

O leite é produzido dentro dos alvéolos, que está cercado por músculos minúsculos que espremem as glândulas e ajudam a empurrar o leite para fora. Esses dutos levarão a um maior duto que se amplia em um deposito de leite bem abaixo da aréola. O deposito de leite fica então no aguarde até que o seu bebê comece a sugar os mamilos.

A Mãe Natureza é tão inteligente que todo o sistema se tornará totalmente desenvolvido até o seu segundo trimestre, assim você vai poder adequadamente amamentar seu bebê, mesmo que ele chegue mais cedo do que você imagina.